terça-feira, 26 de julho de 2011

Lombo de Porco no forno com tempero de Alho e Louro

Tal como tinha referido neste post, recebi em casa quatro temperos diferentes da Knorr e um deles destinava-se a um lombo pelo que no fim-de-semana decidi experimentar.
Comprei cerca de 1,200 Kg de Lombo de Porco, coloquei-o dentro do saco (que vem na embalagem do tempero), adicionei o tempero - um pouco de cada um dos lados do lombo - envolvi tudo e levei ao forno a 200º durante cerca de meia hora de cada lado.
Devo dizer que ficou deveras apetitoso e o molho feito pela carne suculenta e pelo tempero estava muito agradável.
Parti em fatias finas que acompanhámos com arroz branco.
Para repetir :))

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Bolo de Canela com Maçã, coberto de Doce de Framboesa da Rachel

Já fiz este bolo há imenso tempo e ainda não o tinha colocado aqui.
Fui buscar inspiração ao blog da Rachel e retirei a receita daqui.
Ficou muito bom mas acho que me "falhou" qualquer coisa pois senti que o bolo não estava como nas fotos da Rachel.
Rendeu um tabuleiro grande que cortei aos rectângulos.
Assim, para fazer este bolo de Canela com Maçã e coberto com Doce de Framboesa precisei de (copiado 'literalmente' da Rachel):

Ingredientes:

  • 2 ovos
  • 200 gr açúcar
  • 250 gr farinha para bolos
  • 1 dl leite
  • 1 colher de sopa de Canela
  • 1 colher de sopa de Margarina líquida, da Vaqueiro
  • 2 maçãs
Preparação:

Descascar as maçãs e cortar em cubos ou fatias, conforme se preferir.
Misturar os restantes ingredientes até se obter uma massa homogénea.
Deitar tudo numa forma previamente untada e inserir os cubos de maçã.
Levar ao forno forte por cerca de 30 minutos.
Quando se retirar o bolo do forno, pincelar com o doce.
Desenformar e servir.

domingo, 24 de julho de 2011

Atum com Salada Russa e Tomate

Esta receita é muito simples e sabe muito bem nos dias mais quentes para além de ser uma forma de comer legumes.
Cozi num tacho quatro batatas médias que cortei aos quadrados, duas cenoras grandes às tiras (não muito finas) e cerca de 250 gramas de Feijão-Verde cortado às tiras depois de lhe ter retirado a 'tira' lateral. Juntei um ovo, temperei com sal e levei a cozer em lume médio durante 20 minutos.
Numa travessa coloquei atum (uma lata grande - cerca de 300 gramas) e por cima deitei os legumes e as batatas previamente escorridas. Juntei ainda um pouco de grão que tinha sobrado doutra refeição.
Misturei tudo e temperei com azeite e vinagre e um pouco de maionese.
À parte também temperei o tomate com sal, azeite e vinagre e estava pronto.
É um prato saudável e que se faz muito depressa.


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Rolo de Pescada

Fui encontrar esta receita numa revista que comprei pela primeira vez, por muito 'estranho' que possa parecer. Trata-se da revista Segredos de Cozinha - Guia Semanal de Culinária, n.º 1340, de 27/06/2011, que custa 0,85€ e gostei bastante, tanto que entretanto já comprei outro número.
Neste caso fiz um Rolo de Pescada, algo que nunca tinha feito e que achei com ar de "souflé" já que leva claras em castelo.
Deixo a minha versão da receita que rendeu um Rolo consistente e grande, uma espécie de torta num tabuleiro médio.
Numa tigela envolvi 6 gemas juntamente com uma cebola pequena picada, juntei azeitonas pretas, temperei com um pouco de sal e reservei.
À parte levei a cozer em água seis medalhões de Pescada temperados com sal que parti aos pedaços depois de cozidos. Juntei a Pescada ao preparado dos ovos e adicionei 6 claras batidas em castelo. Mexi e envolvi tudo com cuidado e deitei sobre papel vegetal num tabuleiro de ir ao forno previamente untado. Levei a cozer ao forno durante 25 minutos em forno pré aquecido a 180º.
Desliguei o forno e deixei arrefecer dentro do forno durante cerca de 15 minutos.
Entretanto barrei o preparado com maionese e enrolei com a ajuda do papel vegetal e de um pano turco ficando com este ar de torta.
Coloquei sobre folhas de alface e estava pronto. Ficou muito bom e é óptimo não só para uma refeição mas também para petiscos.
No caso acompanhámos com Puré de Batata e salada de alface e tomate.


quinta-feira, 21 de julho de 2011

Recebi em casa...

Recebi estes quatro temperos para o forno da Knorr e estou curiosa para experimentar principalmente o tempero do lombo de porco...
:)
Em breve novas experiências culinárias com estes temperos.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Bolo do (meu) aniversário


Pois é, ontem soprei as velas cá por casa e decidi experimentar a fazer um bolo de aniversário diferente.
Fui buscar a inspiração à Hélia e à sua receita para bolos de aniversário que é muito simples e que saíu muito bem. Aqui o que pode ir variando é a cobertura e o recheio que fica ao gosto de cada um.
Como estamos em Julho e apetecem comidas frescas ainda que o calor pelo Oeste não tenha chegado em força, decidi rechear e enfeitar o bolo com duas das minhas frutas preferidas: morango e ananás. Bem sei que ambas são um pouco ácidas mas achei que iam combinar bem com o doce do chantilly que fiz batendo com a batedeira, numa tigela, duas embalagens de natas para bater (200 ml cada, total - 400 ml) e adicionando cerca de doze colheres de sopa de açúcar.
Em relação ao bolo propriamente dito, utilizei:
Ingredientes:
- 200 gr de açúcar,
- 150 gr de farinha,
- 6 ovos,
- raspa de um limão.

Preparação:

Bati as gemas com o açúcar e raspa do limão. Depois juntei a farinha alternando com as claras batidas em castelo, e sempre mexendo à mão.
Levei ao forno pré aquecido a 180º durante cerca de 20 min e deixei arrefecer um pouco antes de o retirar da forma.
Depois cortei o bolo ao meio, coloquei chantilly, juntei morangos cortados e pedaços de ananás, juntei mais chantilly por cima e coloquei a outra metade do bolo por cima.
Barrei todo o bolo com chantilly e enfeitei com mais morangos e ananás. Coloquei no frigorífico para que o chantilly ficasse menos líquido e antes de servir juntei duas velas acesas que apaguei com a ajuda do meu filho :))
Ficou muito bom ainda que não seja um bolo muito doce.

sábado, 16 de julho de 2011

Rissóis de Pescada da minha mãe - os melhores do mundo...

Claro que sou suspeita para dizer que estes Rissóis de Pescada da minha mãe são os melhores do mundo mas é assim que eu os sinto pois nunca comi outros que me fizessem vacilar nesta opinião...
Para além disso, fazem parte da minha memória enquanto criança já que cresci com estes rissóis em todas as minhas festas de anos...
Nunca experimentei fazê-los ainda que tenha guardada comigo a receita de forma quase 'religiosa'. Bem, passada esta pequena introdução, vou passar à receita propriamente dita, primeiro da massa e depois a receita do recheio.
Para a massa é necessário:
Colocar uma colher de sopa de margarina num tacho e levar ao lume a derreter. Depois de derreter juntar no tacho, ainda ao lume, uma chávena almoçadeira cheia de água e outra cheia de leite e um pouco de sal. Deixar ferver e adicionar no tacho duas chávenas almoçadeiras de farinha e mexer imediatamente. Deixar engrossar e apagar o lume.
Deitar numa mesa ou numa tábua e amassar até ficar lisa.
Para o recheio é necessário:
Utilizar, em média, 1 Kg de Pescada que se leva a cozer temperada com sal (pode ser Pescada fresca e/ou medalhões/lombos, como se quiser). Se for Pescada fresca, desfiá-la depois de cozida, limpa de peles e de espinhas.
Num tacho colocar uma cebola média picada e um molho de salsa também picada juntamente com a Pescada e levar a refogar num pouco de óleo. Depois, ainda ao lume, ir adicionando molho branco/béchamel (que também pode ser de compra) por forma a que não fique muito 'mole' nem 'líquido'. Ir mexendo até ver que tudo está com ar de pasta para se colocar dentro da massa do rissol.
Depois de ter o recheio feito, ir estendendo e cortando a massa em forma de rissol e juntar o recheio (em princípio uma colher de sobremesa é suficiente).
Dicas: para fechar a massa: calcar a massa na borda com o cabo de uma colher à roda (fica uma espécie de marca que depois desaparece e que é muito útil para o rissol não abrir quando se está a fritar). A massa corta-se, de preferência, com um "corta massa" mas há quem o faça com a borda de uma tigela/taça.
Depois de fechados, passar por ovo e pão ralado. Podem fritar-se imediatamente ou então congelar.
São irresistíveis... Adoro estes Rissóis da minha mãe, seja numa festa ou seja numa refeição com um belo dum Arroz de Tomate e uma salada...

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Gomas caseiras de Tutti-Frutti

Esta receita foi-me dada por uma colega de trabalho pelo que não sei qual é a fonte da receita.
Inicialmente estava algo reticente em relação a fazer Gomas em casa mas... como sou curiosa decidi experimentar...
Esta receita rendeu muitas gomas (cerca de 50 quadrados pequenos) que desapareceram em dois dias cá em casa...
Foram necessários:
- 1 pacote de gelatina neutra em pó (cerca de 35 gramas),
- 1 saqueta de gelatina do sabor que se quiser (no caso usei de Tutti-Frutti),
- 200 ml de água,
- 300 gr de açúcar + açúcar para envolver as gomas.
Coloquei todos os ingredientes num tacho que levei ao lume (baixo) e mexi bem para dissolver tudo. Deixei ferver durante 5 minutos e fui sempre mexendo.
Como não tenho formas de silicone coloquei toda a mistura num tabuleiro previamente forrado com papel vegetal.
Levei ao frigorífico de um dia para o outro para solidificar e depois desenformei retirando o papel vegetal. Não foi uma tarefa fácil pois fica tudo muito "peganhoso" mas consegui retirar todo o papel. O ideal é colocar logo o rectângulo da goma inteira em cima dum outro tabuleiro/travessa/prato que já tenha açúcar branco. Virar depois a goma para absorver o açúcar dos dois lados e cortar da forma que se quiser.
Como não sou muito habilidosa cortei a goma com uma faca aos quadradinhos.
Ficaram muito apetitosas e saborosas. São realmente diferentes das gomas de compra e foram 'aprovadas' pelo público infantil (e adulto) cá de casa...
:)


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...