segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Maçãs às camadas

Retirei esta receita de uma revista que estava no café onde costumo ir. Anotei-a num guardanapo porque me pareceu muito agradável e fácil de fazer mas já não sei qual era a revista em que constava.
Assim sendo passo à receita e para a confeccionar precisei de:
- 6 maçãs médias/grandes,
- 1 limão médio (raspa e sumo),
- 100 gr de açúcar (eu coloquei 10 colheres de sopa de açúcar),
- 3 ovos,
- 3 dl de natas (eu usei 2 dl de natas que é a quantidade que vem num pacote e que me pareceu mais que suficiente).
Liguei o forno a 150º e comecei por descascar as maçãs e cortá-las às fatias/pedaços. Coloquei os pedaços de maçã no fundo de um tabuleiro de ir ao forno e reguei-as com o sumo de um limão médio.
À parte misturei a raspa do limão com o açúcar e juntei os ovos e as natas e mexi tudo com uma vara de arames.
Verti esta mistura sobre as maçãs e levei ao forno a 200º durante meia hora.
Quando retirei do forno deitei um pouco de canela por cima e estava pronto a servir. Na receita original recomendam que se enfeite também com groselhas e que se acompanhe com uma bola de gelado mas como não tínhamos nada disto, comemos apenas numa tigela e para mim deitei ainda mais canela porque adoro o seu sabor.
É um doce/uma sobremesa diferente, que fica muito leve mas muito agradável por causa das maçãs e do preparado em que são envolvidas. Sente-se o sabor ácido da maçã misturado com o sabor do limão mas sabe muito bem porque contrasta com o doce do preparado.
Como vem sendo habitual, tive a ajuda do meu filho a partir os ovos (!) e a envolver tudo com a vara de arames :)


domingo, 27 de fevereiro de 2011

Costeletas à Salsicheiro da minha mãe

Estas costeletas parecem ter um sabor especial e único por serem feitas pela minha mãe pelo que decidi deixá-las aqui no blog tal e qual como a minha mãe faz, tendo esta foto sido tirada à forma como nos foram servidas em casa dos meus pais, acompanhadas por arroz branco e batatinhas em molho de alhos.
A minha mãe, que é e será sempre a minha inspiração maior nos cozinhados (e não só...) sempre temperou as comidas de véspera pelo que estas costeletas não foram excepção. Assim sendo passo à receita e forma de confecção destas Costeletas à Salsicheiro à moda da minha mãe:
Temperar préviamente as costeletas com alho e sal. Depois fritar um pouco as costeletas, sem os alhos do tempero, em óleo quente, de um lado e outro, e retirá-las do tacho sem as ter frito muito.
Levar depois a fritar as salsichas (neste caso eram de Bacon e souberam mesmo bem porque combinaram com este prato) e retirá-las também sem as fritar muito.
No mesmo óleo onde se fritaram as costeletas e as salsichas, fritar os alhos do tempero das costeletas e três cebolas às rodelas finas e acrescentar um pouco de vinho branco. Quando tudo alourar, apagar o lume e reservar.
Colocar as costeletas e as salsichas num pirex de ir ao forno e regá-las com o molho com os alhos e as cebolas e levar ao forno durante cerca de 15/20 minutos a 200º até alourarem mas ter em atenção para não secar em demasia as costoletas.
Hum, estavam mesmo saborosas :)) Ai as calorias :O

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tarte de Natas

Parece que ando a retirar muitas receitas do 'site' da Vaqueiro mas realmente tenho lá encontrado diversas receitas simples e fáceis de fazer. Como tinha comprado massa folhada no Pingo Doce com a intenção de fazer uma tarte, acabei a fazer esta Tarte de Natas que fica óptima e muito leve.

Ingredientes:

- 1 placa de massa folhada refrigerada (comprei no Pingo Doce),
- 4 ovos,
- 150 g de açúcar,
- 1 limão,
- 1 colher de sobremesa de Maizena,
- 2 dl de natas (um pacote),
- açúcar em pó,
- canela em pó.

Preparação:

Desenrolar a placa de massa folhada e colicá-la, com o papel vegetal, sobre uma forma de tarte com fundo móvel. Picar o fundo com um garfo (aqui tive a ajuda do meu filho) e reservar.
Bater os ovos com o açúcar e a raspa da casca do limão, com a batedeira eléctrica na velocidade máxima.
Dissolver a Maizena nas natas e juntar ao preparado anterior, continuando a bater.
Deitar o creme por cima da massa e cozer em forno previamente aquecido durante cerca de 30 minutos a 200º.
Desenformar e polvilhar com açúcar e canela em pó. 
Esta tarte ficou muito apetitosa e faz-se rapidamente, por isso será para repetir mais vezes.


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Strogonoff rápido de Frango

Há algum tempo que andava para experimentar esta receita e uma vez mais inspirei-me numa receita rápida e fácil, de Strogonoff, que encontrei no 'site' da Vaqueiro. Fiz algumas alterações pelo que deixo a minha versão da confecção deste prato tão apetitoso:

- 500 gr de carne em tiras (usei frango mas podia ser perú ou vaca) - comprei uma embalagem no supermercado com a carne já às tiras,
- um pouco de margarina,
- um pouco de óleo de fritar,
- uma lata pequena de congumelos laminados,
- quatro rodelas de ananás de conserva cortadas aos pedaços (o Minipreço vende, em conjuntos de três, latas com ananás às rodelas precisamente com quatro rodelas),
- 2 colheres de sopa de farinha,
- polpa de tomate a gosto,
- 1 copo de vinho branco,
- sal e pimenta a gosto,
- 2 dl de natas (um pacote),
- um pouco de piri-piri,
- uma colher de chá de açúcar,
- uma colher de chá de açafrão,
- 2 copos de água.

Preparação

Alourar e a carne na margarina e no óleo, temperá-la com o sal e a pimenta, juntar os cogumelos e o ananás e deixar saltear. Polvilhar com 2 colheres de sopa de farinha, misturar bem, juntar o tomate e o copo de vinho branco e deixar cozinhar um pouco assim. Juntar dois copos de água, tapar o tacho e deixar ferver suavemente mais ou menos durante 15 minutos.
Quando a carne estiver macia, juntar as natas e o açafrão, um pouco de piri-piri e deixar retomar fervura. Adicionar a colher de chá de açúcar, envolver tudo e deixar cozinhar durante cerca de mais cinco minutos-
Servi acompanhado com um arroz branco simples e creio que para este Strogonoff saboroso e com um molho intenso é mesmo o mais indicado.
O Açafrão deu um toque aromático subtil mas muito apelativo, deixando vontade de comer mais e mais...

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

O blog fez 4 anos ontem...

E foi há 4 anos que este blog começou como forma de organizar as minhas receitas. Nunca pensei que atingisse as "proporções" que tem hoje em dia pelo que só me resta agradecer a todos que por aqui passam e que leêm o blog. São um incentivo para continuar sempre na busca de novas receitas.
Parabéns pelos 4 anos de blog e de receitas, é inacreditável que já tenha publicado quase 312 receitas porque nem sempre é fácil fazer comidas novas.
Um beijinho a tod@s os leitores.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Bolo de Banana e Chocolate

Às vezes apetece-me fazer algo e não sei bem o quê e neste Domingo decidi fazer um bolo que tivesse como ingrediente algo que neste momento temos cá em casa em "excesso" e que se estraga rapidamente: Bananas que eu tinha comprado e mais Bananas que a nossa avó nos deu (coisas de avós...).
Assim sendo, e depois de fazer algumas pesquisas, decidi-me a fazer este Bolo de Banana e Chocolate que encontrei no site da Vaqueiro e que me pareceu muito fácil e rápido de fazer.
Ficou saboroso e leve, o filhote e o meu marido gostaram mas eu, apesar de ter gostado do bolo, não fiquei propriamente muito entusiasmada com ele, ainda que adore chocolate e goste de Bananas, que são um alimento excelente para quem pratica desporto como nós cá em casa. Mas enfim, ainda bem para a minha 'linha' que não gostei muito do bolo ;)
Como sempre tive a preciosa ajuda do meu filho :)
Aqui ficam os ingredientes e a forma de fazer o bolo:

- 150 g de margarina,
- 100 g de açúcar amarelo,
- 3 ovos,
- 2 bananas maduras,
- 175 g de farinha,
- 1 colher de chá de fermento em pó,
- 3 colheres de sopa de cacau em pó (eu usei chocolate em pó),
- 2 dl de natas (que é exactamente a quantidade que vem num pacote),
- açúcar em pó para enfeitar o bolo.

Preparação:

Ligar o forno e regulá-lo para os 180 °C.
Partir a margarina em pedaços para uma tigela, juntar o açúcar e bater com a batedeira eléctrica até ficar uma espécie de creme. Adicionar os ovos sem parar de bater.
Descascar e esmagar muito bem as bananas com um garfo e juntá-las ao creme anterior, misturando tudo muito bem.
Adicionar a farinha peneirada com o fermento e o chocolate e misturar com uma colher de pau. Juntar as natas e continuar a mexer até a massa estar homogénea.
Untar uma forma com buraco com margarina e polvilhar com farinha. Deitar a massa na forma e cozer durante cerca de 40 minutos no forno.
Retiar o bolo do forno, deixar arrefecer durante uns 10 minutos e desenformar.
Polvilhar e enfeitar com açúcar em pó.


quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Macarronete riscado Gratinado

Esta é mais uma receita de restos e de aproveitamentos num dia em que não se tem nada preparado para o jantar e em que o tempo não é muito. Já por aqui tenho colocado diversas receitas deste género pelo que o que vai variando são mesmo os ingredientes. Neste caso até pode parecer uma conjunção estranha mas ficou surpreendentemente agradável e saborosa.
Assim sendo, levei a cozinhar num tacho com água a ferver, e temperada de sal, meio pacote de massa Macarronete riscado - cerca de 200 gramas (comprei da marca Pingo Doce). Deixei cozer de acordo com as instruções (dez minutos) e reservei.
À parte, noutro tacho, levei a refogar em azeite um resto de frango que tinha sobrado doutra refeição e que desfiei, 8 salsichas (de lata) cortadas às rodelas, uma embalagem de cogumelos laminados, azeitonas verdes sem caroço (a gosto), três fatias de chourição cortadas aos pedaços e um resto de atum e de feijão frade, também doutra refeição.
Quando tudo ficou com um ar frito adicionei polpa de tomate e um pouco de leite. Deixei cozinhar durante cerca de dez minutos, temperei com oregãos e um pouco de sal e reservei.
Numa travessa de ir ao forno deitei o refogado com todos os ingredientes e por cima a massa cozida e já escorrida. Por cima deitei queijo 'mozarella' e levei ao forno a gratinar durante cerca de meia hora  a 200º. Duma combinação improvável e feita à pressa, convenhamos que ficou uma refeição muito saborosa. Pelo menos cá em casa todos apreciaram e ainda sobrou para outra refeição.

O nome faz diferença?...

Durante todos estes anos assinei este blog com o nome de "Ana Luísa" sendo que para quem me conhece sabe, e sempre soube, que este nome era um pseudónimo e até cheguei a falar disso aqui no blog. Não sei porque nunca me "assumi" e assim sendo chegou a altura de dizer que "chega" de Ana Luísa, porque ainda que o nome seja parecido com o meu, não o é na verdade.
Posto isto, vou deixar de assinar os posts como Ana Luísa, espero que compreendam e que esta é uma forma de me 'libertar' deste pseudónimo.
Agora o que estou para aqui a pensar é se me assumo na totalidade revelando o meu nome ou se passo a assinar o blog 'apenas' com o nome indicativo de "Cocktail de Receitas"...
Até já...

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Pizzas várias: 1) Bacon e Chourição, 2) Delícias e Atum, 3) Banana e Salsicha

Desta vez, inspirei-me numa receita que vi aqui e cuja massa e molho de tomate da Pizza me pareceu muito fácil de fazer. Acrescentei um pouco as medidas pelo que esta massa me permitiu fazer três Pizzas, uma grande, uma média e outra pequena, tudo com a ajuda do meu filho e do mano.
A massa cresceu um pouco mas na medida 'certa'. Como diriam num certo restaurante, a massa ficou alta e fofa...

Assim sendo, para a massa usei:
- 4 chávenas de chá de farinha,
- 2 chávenas de leite,
- Sal q.b,
- 4 colheres de sopa de azeite.
Para fazer a massa misturei todos os ingredientes e estendi a massa com bastante farinha numa forma redonda. Depois dividi a massa por três tabuleiros untados e polvilhado com farinha e salpiquei a massa com azeite. Levei cada uma das Pizzas ao forno a 200º durante cerca de 25 minutos.

Para o molho a colocar por cima da massa misturei polpa de tomate, orégãos, sal e pimenta a gosto. Barrei a massa das pizzas com este preprado e polvilhei com a mozzarela.

Depois, quanto ao recheio fiz de forma diferente:

1) Coloquei Bacon e Chourição e coloquei mais mozzarela por cima,
2) Adicionei Delícias cortadas aos pedaços e um resto de Atum que tinha doutra refeição e aqui esqueci-me de deitar mais queijo por cima mas ficou boa na mesma,
3) Cortei uma Banana e uma lata de 8 Salsichas às rodelas, distribuí pela Pizza e deitei mais queijo ralado por cima.

Estavam todas óptimas mas a preferida acabou por ser a primeira, ou seja, a Pizza que tinha o Bacon e o Chourição.
O bom das Pizzas é que realmente podemos alterar e 'inventar' os ingredientes e fazer diversas combinações. Para além disso, as crianças adoram, não só comer as Pizzas, mas também ajudar a fazer a massa e a combinar os ingredientes.
Em suma: aprovadíssimas!!!


sábado, 5 de fevereiro de 2011

Bolo de Chocolate e Leite Condensado

Fazendo pesquisas pela internet sobre bolos de chocolate deparei-me com esta receita no site da Vaqueiro de um Bolo de Chocolate e Leite Condensado que decidi experimentar a fazer e ainda bem.
Devo dizer que fiquei sem palavras relativamente a este bolo. Quanto a mim, que nem ligo muito ao que cozinho e faço, este é o melhor bolo que já fiz e cujo sabor nem consigo descrever muito bem porque me soube imensamente bem e até parece que tinha sido feito por outra pessoa ;).
Fica húmido e suave, sabe mesmo a chocolate e visualmente fica muito agradável.
Posto isto, passo à receita e à recomendação de que experimentem. Se gostarem tanto de chocolate como eu, vão adorar...

Ingredientes:
1 lata de leite condensado,
100 gr de margarina,
2 dl de creme culinário Vaqueiro para bater e cozinhar,
60 gr de cacau (ou chocolate) em pó,
100 gr de amêndoa finamente ralada (como não tinha amêndoas, adicionei coco ralado e ficou muito bom),
4 ovos.

Para a cobertura:
200 gr de chocolate culinário,
50 gr de margarina,
0,5 dl de creme culinário Vaqueiro para bater e cozinhar.

Preparação:

Ligar o forno e colocá-lo a 180 °C.
Deitar o leite condensado numa taça grande, que se possa levar ao microondas. Juntar a margarina em pedaços  e levar ao microndas durante 1 minuto na potência máxima.
Bater até derreter completamente a margarina, adicionar o creme culinário Vaqueiro e continuar a bater até estar incorporado.
Juntar o cacau em pó e o coco ralado e continuar a bater até estar tudo bem misturado.
Partir os ovos, separe as claras para outra taça e junte as gemas ao creme de chocolate. Continuar a bater até incorporar as gemas.
Bater as claras em castelo bem firme e envolvê-las delicadamente no preparado anterior.
Deitar a massa numa forma de mola e levar ao forno durante cerca de 20 minutos.
Retirar do forno e deixar arrefecer.

Para fazer a cobertura, partir o chocolate em pedaços para uma taça, juntar a margarina cortada em bocados e o creme culinário Vaqueiro. Levar ao microondas durante 1 minuto na potência máxima e mexer com uma vara de arames até o chocolate estar completamente derretido.

Retirar o bolo da forma, abrindo o aro da forma e colocando-o num prato. Deitar a cobertura sobre o bolo e deixar arrefecer. Pode enfeitar-se como se quiser ou até mesmo sem nada.


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Nova funcionalidade no blog

Serve este post apenas para indicar que agora é mais fácil imprimir ou mandar por e-mail todas as receitas deste blog. Depois de ter visto noutros blogs culinários, já é possível neste transformar uma receita num ficheiro .PDF e/ou mandar imprimir ou por e-mail.
Está no final da receita, por baixo da última foto da mesma, espero que vos seja útil porque quanto a mim, quando gosto de uma receita nalgum blog culinário, dá-me imenso jeito que a receita abra em .PDF pois aparece formatada e organizada enquanto que se assim não for, temos de estar a seleccionar o texto e mandar imprimir e depois nem sempre sai tudo certo...
Espero que gostem, usem e abusem :)

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Arroz de Lulas com Bacon

Já por aqui coloquei diversas receitas de Lulas com Arroz pelo que esta receita não traz nada de original mas resolvi partilhá-la convosco porque fica muito saborosa.
Levei a refogar uma cebola pequena picada e três dentes de alho picados em azeite. Entretanto juntei ao refogado uma caixa de 200 gramas de 'bacon' e deixei refogar todos os ingredientes.
Quando tudo alourou, adicionei cerca de meio quilo de lulas limpas às rodelas. Mexi e deixei cozinhar durante cerca de 5 minutos.
Juntei polpa de tomate e um pouco de piri-piri bem como uma colher de chá açúcar, juntei um pouco de água e deixei cozinhar tudo durante cerca de 20 minutos.
Quando o molho no tacho estava quase seco juntei duas canecas de arroz, mexi, deixei fritar um pouco e depois adicionei água (quatro canecas das que usei para medir o arroz), mexi, temperei com sal e deixei cozer tudo durante cerca de 7/8 minutos. Como para o fim da cozedura o arroz começa a agarrar-se ao tacho, opto sempre por desligar o lume e deixo cozer o resto do arroz com o vapor da cozedura tendo o tacho tapado durante cerca de mais 5 minutos.
Ainda assim fica com molho e muito apetitoso.
Esta receita faz-se num instante e é óptima para imprevistos pois pode fazer-se com as rodelas de lula ainda congeladas.


terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Lombo assado com Farinheira

Gosto muito de fazer o Lombo de Porco como a minha mãe me ensinou mas para variar um pouco decidi rechear um Lombo com uma Farinheira que tinha no frigorífico com o prazo a expirar.
Para rechear um lombo médio, lembrei-me de utilizar um descaroçador de maçãs para fazer um buraco no meio do lombo. No entanto, por forma a que todo o lombo ficasse 'furado' não tive força suficiente para empurrar o descaroçador pelo que recorri à força do homem cá de casa e prontamente o meu marido conseguiu que o Lombo ficasse com uma espécie de 'tubo' no meio pronto a ser recheado.
Posto isto, retirámos a pele à Farinheira crua e colocámo-la, aos pedaços, dentro do lombo.
De seguida, deitei um pouco de azeite no fundo de um tacho onde coloquei o Lombo e o temperei com vinho branco, alho em pó, sal, um pouco de pimentão e duas folhas de louro partidas aos pedaços. Adicionei ainda duas cebolas pequenas partidas em quartos, um pouco de margarina e deixei estar assim durante uma tarde.
Levei ao lume até ficar com um ar frito durante cerca de dez minutos, fui virando o lombo e por fim adicionei água de forma a tapar o lombo para este ficar cozinhado. Deixei ao lume durante cerca de meia hora e quando o molho estava quase seco e o Lombo com um ar dourado estava pronto.
Saíu um pouco da Farinheira nas pontas do Lombo mas isso até ajudou a que o molho da carne ficasse mais saboroso e grosso.
Entretanto retirei o lombo do tacho e cortei-o às fatias com uma faca eléctrica e estava pronto a servir numa travessa sendo que servi o molho à parte. Acompanhámos o Lombo que estava muito saboros e macio com um Arroz de Pinhões.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...